A procura da felicidada: Uma história real


Capítulo 1 – Roteiro e elementos do filme

1.1 – Sinopse (Extraído integralmente da capa do disco do filme)

Chris Gardner (Will Smith) é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros. Apesar de todas as tentativas em manter a família unida, Linda (Thandie Newton), sua esposa, decide partir. Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher (Jaden Smith), seu filho de apenas 5 anos. Ele tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor, que lhe dê um salário mais digno. Chris consegue uma vaga de estagiário numa importante corretora de ações, mas não recebe salário pelos serviços prestados. Sua esperança é que, ao fim do programa de estágio, ele seja contratado e assim tenha um futuro promissor na empresa. Porém seus problemas financeiros não podem esperar que isto aconteça, o que faz com que sejam despejados. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros e onde quer que consigam um refúgio à noite, mantendo a esperança de que dias melhores virão.

1.2 - A luta pela sobrevivência

O filme retrata a história real de Chris Gardner, interpretado pelo ator Will Smith. O personagem principal do filme enfrenta uma série de dificuldades financeiras, devido a uma manobra comercial pouco estudada com perspectivas irreais sem bases sólidas de possíveis compradores. Tratava-se de um produto para um determinado exame, portanto, um produto específico para clínicas e hospitais. Chris Gardner adquiriu várias unidades do produto com objetivo de rapidamente ter retorno de seu capital. No entanto o produto não possuía potencial competitivo, por não ter preços compatíveis com sua tecnologia, sendo que este mesmo exame, poderia ser feito por outro equipamento mais completo com melhor relação custo x benefício. Mesmo sem sucesso nesta empreitada, notamos o perfil empreendedor de Chris Gardner que mesmo correndo riscos, investiu seu próprio capital em um negócio com a intenção de melhorar gradativamente a situação financeira da família e assim proporcionar mais conforto para os seus.

A falta de sucesso nas vendas, levou Chris Gardner a passar por dificuldades financeiras. Essas dificuldades foram se agravando, a medida que se aproximavam o vencimento de contas básicas como aluguel, e supermercado. Sua esposa Linda, estava cada dia mais tensa com a situação e a pressão que sofriam pelos credores, esta tensão, abalava a união do casal e acabou por levar a separação, pois Linda não suportou viver essas dificuldades ao lado de Chris.

1.3 - Versatilidade

Chris Gardner se mostrou extremamente versátil quando resolveu procurar um emprego e ao mesmo tempo precisava vender os equipamento remanescentes de seu estoque. Administrava seu tempo de forma inteligente e se desdobrava entre os compromissos agendados, e as reuniões com clientes interessados na compra do equipamento.

1.4 – Estratégia e criatividade

Notamos que Chris Gardner fez uso de boa estratégia em diversas ocasiões. Quando surgiu uma oportunidade de conversar com a pessoa que poderia lhe oferecer uma boa oportunidade de trabalho, Chris Gardner se empenhou em entrar no mesmo táxi e assim conseguir alguns minutos da atenção do Sr. Ononon, onde teve a possibilidade de se apresentar e demonstrar uma de suas habilidades que era a extrema facilidade que tinha de lidar com cálculos e raciocínio lógico. Lamentavelmente nesta ocasião o Sr. Ononon desceu do Táxi antes de Chris Gardner, deixando para ele a conta da corrida. Ele precisou fugir do taxista, pois não tinha o dinheiro para pagar a corrida.

Em outra situação, que particularmente considero desesperadora e fora de controle, onde teve que passar uma noite na rua junto com seu pequeno filho Ninininin, devido ao despejo por falta de pagamento do aluguel, apesar de todo o sofrimento vivido pela exposição de seu filho de apenas 5 anos a uma situação completamente desconfortável e inconveniente, mesmo com toda a angústia no coração que era denunciada por seu semblante, conseguiu reunir forças para amenizar o desconforto de seu filho diante da situação, brincando em uma estação de metrô, simulando que seu equipamento de desintometria era uma máquina no tempo que os remete à época dos dinossauros, criando um cenário de fantasia para distraí-lo enquanto aguardava ansioso o amanhecer. Esta atitude é de fato um exemplo de bondade e abnegação, além de equilíbrio emocional.

Capítulo 2 – Sonho, vontade, determinação, coragem e esperança

2.1 – Determinação em busca de um objetivo

Quando Chris vislumbrou uma oportunidade, fixou como um objetivo e batalhou arduamente, vencendo barreiras e dificuldades até obter sucesso em seu projeto. Este objetivo era a oportunidade de trabalho em uma empresa que lhe proporcionaria possibilidades de boa remuneração além de crescimento profissional e plano de carreira. Com muita luta e sacrifício, passou nos testes de seleção que foi submetido pela empresa, administrando seu tempo entre levar e buscar o filho na escola, se empenhar na venda do equipamento de desintometria, estudar para a referida prova, além de ter que chegar até a porta do albergue em horário estabelecido para poderem desfrutar de um banho e passar a noite em uma cama, foi o que ocorreu inclusive no dia do exame para ingresso no período de estágio sem remuneração.

Foi realmente emocionante quando após o período de estágio sem remuneração, o qual Chris trabalhou com muito empenho e vigor, finalmente em uma reunião os diretores da companhia anunciam a sua efetivação ao cargo pretendido. O desfecho da cena se dá com um semblante de Chris com extrema emoção e satisfação misturada com alívio por ter enfim chegado ao seu objetivo. Ele sabia que a partir daquele momento poderia proporcionar uma vida mais confortável ao seu filho e dali em diante, os problemas financeiros seriam resolvidos, acabando as pressões de credores e outras situações constrangedoras. As lágrimas de emoção nos olhos de Chris refletem uma frase que certamente lhe incorreu em pensamento: - “Vocês não imaginam o quanto eu batalhei e o quanto sofri para conseguir chegar até aqui!” De fato ninguém poderia imaginar as dificuldades vividas por ele e o filho. Chris procurava manter a postura, mesmo com problemas de diversas amplitudes. Desde um atraso devido a uma pintura que deveria realizar em uma casa devido a cláusula contratual de locação até ao término precoce de uma importante prova feita as pressas para ingresso no programa de estágio sem remuneração, por conta da aproximação do horário limite para chegada até o albergue, onde deveria chegar junto com seu filho que ainda ia buscar na escola.

Um provérbio bíblico diz que Deus não permite que um homem seja colocado à prova além do limite que pode suportar. Neste princípio, acreditamos que Chris tem um espírito de guerreiro medieval, samurai ou algo parecido, pois suportou provações diversas que muitos não suportariam, pelo menos com tanta sobriedade, sensatez e serenidade.

2.2 – Auto confiança

Somente acreditando no seu potencial, será possível demonstra-lo para as outras pessoas. Chris acreditou em seu potencial e lutou por seus objetivos, superando todas as dificuldades que lhe foram impostas. Se você não acredita que é capaz de realizar algo, nunca será e as pessoas a sua volta, pensarão o mesmo. Temos que procurar cultivar os pensamentos positivos e o aprendizado. Se não se sente capaz de realizar algo que quer ou precisa, treine ou se especialize para que consiga. Não desista de uma guerra por ter perdido uma batalha, em todas as atividades deve ter energia positiva e boa base psicológica para que não ocorra desgaste desnecessário .

2.3 – Comportamento diante das dificuldades

Notamos que Chris se mostrou extremamente sereno e determinado diante das dificuldades que surgiam. Contas atrasadas, cobrança de credores, preocupação com o bem estar do filho, falta de parceria da companheira, fracasso nas vendas do equipamento hospitalar e falta de oportunidades, foram algumas das sérias dificuldades vividas por Chris.

2.3.1 – Honestidade

Apesar de todas as dificuldades, Chris permaneceu honesto, sem mancha em sua conduta moral e sem corromper seu caráter. A honestidade é de extrema importância para o sucesso em qualquer área da vida; profissional, amorosa, familiar e até mesmo pessoal, pois ainda há quem não seja honesto consigo mesmo, exigindo mais do que o possível ou pior, não fazendo o melhor que pode fazer.

Com isto, espero inspirar os leitores a perseguirem o seu sonho. Exatamente como vez Chris Gardner. Em lugar de ficarem se lamentando dos azares da vida, vamos a luta, o que parece uma ameaça pode se transformar numa grande oportunidade de negócio!

Aprendi com o tempo que o futuro não cai do céu nem está escrito nas estrelas. Ele é construído com determinAÇÃO, inspirAÇÃO, abdicaAÇÃO e motivAÇÃO. Como diria Mahatma Ghadi: “Quem quer progredir não pode repetir a história, tem que fazer uma nova”.

Acredite no sonho, pense nisso e boa leitura!

Conclusão

Este artigo, foi elaborado a partir do ponto de vista pessoal sobre o filme indicado pelo nosso Gerente Sr. Idel. Um filme que nos faz pensar sobre nossos valores.

Escrever este artigo, proporcionou a oportunidade de analisar a interessante vida de Chris Gardner que teve uma trajetória de dificuldades, derrotas, problemas financeiros, familiares e pessoais; passou por situações humilhantes e ainda assim, perseverou e batalhou até alcançar o sucesso pessoal e profissional. Mostrou incrível determinação e notável paixão pela vida. Não esmoreceu em nenhum momento, mesmo diante de quadros instáveis e desanimadores, aparentemente irreversíveis.

Observando a conduta de Chris Gardner, somos levados a refletir sobre a maneira que lidamos com pequenos problemas de nosso dia a dia, muitas vezes perdendo a serenidade e reclamando de tudo com extremo negativismo. Problemas financeiros, familiares, profissionais e pessoais, ocorrerão ao longo de toda a vida e devem ser encarados com naturalidade e a solução deve ser buscada com empenho, determinação e criatividade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A lenda dos Dez Pergaminhos

Parábola Hindu – Os Cegos e o Elefante

O prego e o Martelo