Feliz 2012


Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades detodas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos…

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim… do companheirismo vivido…


Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre…Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe… nos e-mails trocados…Podemos nos telefonar… conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar… meses… anos… até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo…

Façamos uma lista dos nossos grandes amigos. Quantos encontramos com frequência? Quando esse seu grande amigo faz aniversário? Quantos você nunca mais encontrou?

Buscamos diariamente uma melhoria em nossas condições de vida. Será que não estamos apenas em busca da melhoria financeira? Uma amizade conservada, a demonstração de amor e carinho perante a família não melhoraria nossas vidas?

Será que estamos no caminho certo? Estamos conquistando o espaço exterior e nos esquecendo do espaço interior!!

Iniciemos 2012 refletindo e, se chegares a conclusão de que estava errado, vamos mudar!

Afinal de contas, devemos aceitar nossas derrotas de cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Um forte abraço a todos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Parábola Hindu – Os Cegos e o Elefante

O Caderno - Letra da Música do Padre Fábio de Melo

O prego e o Martelo