Depois






Composição: Arnaldo Antunes / Carlinhos Brown / Marisa Monte

Depois de sonhar tantos anos,
De fazer tantos planos
De um futuro pra nós
Depois de tantos desenganos,
Nós nos abandonamos como tantos casais
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também

Depois de varar madrugada
Esperando por nada
De arrastar-me no chão
Em vão
Tu viraste-me as costas
Não me deu as respostas
Que eu preciso escutar
Quero que você seja melhor
Hei de ser melhor também



Nós dois
Já tivemos momentos
Mas passou nosso tempo
Não podemos negar
Foi bom
Nós fizemos histórias
Pra ficar na memória
E nos acompanhar
Quero que você viva sem mim
Eu vou conseguir também


Depois de aceitarmos os fatos
Vou trocar seus retratos pelos de um outro alguém
Meu bem
Vamos ter liberdade
Para amar à vontade
Sem trair mais ninguém
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também
Depois



Esta musica é realmente linda "Quero que você viva sem mim" - Separar-se das pessoas que amamos não é uma tarefa das mais fáceis.
 
É um momento de muita prudência e dor, como se tivessem atingido a nossa própria alma, que agora sangra de tal forma que parece não irá se cicatrizar nunca. As emoções ficam mais expostas e a razão parece sequer existir. Ficamos totalmente sem defesas e, assim, sem proteção. E o que mais nos pedem é que sejamos racionais. Como, quando tudo é sentido com tal intensidade que parece não existir espaço para a razão?


Quando a decisão pela separação é tomada pelos dois (respeitando cada um), que concordam ser esse o melhor caminho por não haver mais amor, respeito, amizade, objetivos em comum, já é difícil por todo o processo em si que envolve esse momento. 
 
Mas temos que fazer uma reflexão, existiam demonstrações constantes de amor?
Os dois se sentiam amados e valorizados?
O que levou ao distanciamento?
Havia diálogo, trocas constante de carinho, cuidado com o outro?
Ou será que as palavras de carinho começaram a dar lugar a ofensas e mágoas?
 
Algumas palavras ditas ferem como arma afiada que penetram no mais íntimo de nosso ser, provocando feridas invisíveis, mas que dificilmente cicatrizam.
 
Como e quando as coisas mudaram?
Por que não se conseguiu evitar a separação?


É importante nesse momento você responder a si mesma todas essas perguntas com sinceridade para que possa entender todo esse processo e voltar a perceber o valor que com certeza você tem.


" Depois de sonhar tantos anos, de fazer tantos planos para um futuro melhor, depois de tantos desenganos, nós nos abandonamos como tantos casais... quero que você seja feliz..."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A lenda dos Dez Pergaminhos

O prego e o Martelo

Parábola Hindu – Os Cegos e o Elefante